The Shutter Project

Long way to the light

Posted in Uncategorized by joaocruz04 on 19 de Fevereiro de 2010
Poço Iniciático

@ Quinta da Regaleira, Sintra – Portugal

Foto do Poço Iniciático, usado para rituais de iniciação à Maçonaria

—-

Ainda faltam muitos degraus para chegar ao topo.. Mas vai valer a pena!

Anúncios

Are you there?

Posted in fotografia by joaocruz04 on 7 de Fevereiro de 2010
Where are you?

@ Guincho Velho, Sintra/Cascais – Portugal

Foto tirada durante uma estadia na praia, que se prolongou até à manhã do dia seguinte

—-

Feeling distant..

Tagged with: , , , ,

Castle

Posted in fotografia by joaocruz04 on 2 de Junho de 2009

castle_small

@Castelo dos Mouros – Sintra, Portugal

Stone by stone, we build our castle and make it stronger!

Heaven

Posted in fotografia by joaocruz04 on 10 de Maio de 2009

heaven_small

@Sintra, Portugal

Heaven is said to be beautiful, peaceful, where everything seems to be perfect and good.

So i believe i found it. And it’s you..

=) @

Tagged with: , ,

Age doesn’t matter

Posted in fotografia by joaocruz04 on 9 de Março de 2009

age

… se a vida for vivida de modo a que se esqueça disso. E é tudo.

ps:  não, não tou com a crise dos 20’s 🙂

Tagged with: , ,

The Observer

Posted in fotografia by joaocruz04 on 26 de Fevereiro de 2009

the_observer

.

“Sou guardador de rebanhos
O rebanho é os meus pensamentos
E os meus pensamentos são todos sensações.
Penso  com os olhos e com os ouvidos
E com as mãos e os pés
E com o nariz e a boca.”

in “O guardador de Rebanhos”, Alberto Caeiro (Heterónimo de Fernando Pessoa)

Life Outside

Posted in fotografia by joaocruz04 on 21 de Fevereiro de 2009

life

@ Gruta do Monge, Parque da Pena, Sintra – Portugal

Tired of this room full of nothing.

Tagged with: ,

Deadly Peace

Posted in fotografia by joaocruz04 on 18 de Fevereiro de 2009

deadly_peace

Vacations can be boring too. People are so far away.

Tagged with: ,

Direcções

Posted in fotografia by joaocruz04 on 9 de Fevereiro de 2009

asdireccoes

@ Sintra

Caminhando sem destino, confiei as direcções às minhas pernas …

Tagged with: ,